[ editar artigo]

Seminário de cura e libertação - Restauração da alma

Seminário de cura e libertação - Restauração da alma

"Confiai-lhe todas as vossas preocupações, porque ele tem cuidado de vós.” (1 Pe 5, 7). 
      De fato, Deus cuida de nós. Cuidado lembra ternura, carinho, atenção, dedicação a quem precisa. Dedicação e cuidado lembram processo de cura e o quanto nós precisamos ser curados.
      Todos nós temos muitas preocupações, de todo tipo. Financeira, física, familiar, pessoal, profissional, então, precisamos que o nosso coração se abra para podermos cuidar da nossa alma, pois ela é exigida o tempo todo. 
      Alma é tudo aquilo que sentimos, pensamos e temos vontade. Sentir, desejar e querer são coisas reais dentro de nós que precisam ser cuidadas. Na linha do tempo foram sendo desgastadas, afetadas; foram construídas, mas também, muitas vezes, machucadas, então, é preciso reconstruir tudo isso.
Jesus é o Divino Oleiro: “casa de Israel, não poderei fazer de vós o que faz esse oleiro? – oráculo do Senhor. O que é a argila em suas mãos, assim sois vós nas minhas, casa de Israel." (Jr 18, 5-6).  
Deus envia Jeremias à casa do Oleiro para mostrar que Ele, “o Senhor”, é para Israel o Divino Oleiro que reconstrói toda a história.
Aquele que nos fez também é Aquele que nos refaz, Aquele que nos criou é o mesmo que nos recria.
      No salmo 138 o salmista escreve algo muito bonito, inspirado, iluminado: "Fostes vós que plasmastes as entranhas de meu corpo, vós me tecestes no seio de minha mãe." (Sl 138, 13). Quando nos lembramos de tecido, lembramos-nos daquele tecelão, linhas verticais e horizontais. É isso que compõe a nossa criação, fomos criados com linhas verticais e horizontais, Divinas e Humanas. Nesse entrelaço nós precisamos saber que infelizmente, em meio a tantas coisas que vivemos, fomos desfeitos e machucados, como uma blusa de lã que enrosca em alguma coisa e se quebra fazendo “aquele” buraco. Muitas almas precisam ser refeitas por terem sido machucadas, desfeitas, rompidas e até destruídas nas machucaduras dos relacionamentos, nas angústias sofridas, nas perdas, nos desgastes e acabaram se rompendo.  
O senhor Deus que nos conhece e nos sonda tem por nós um amor único e incomparável e Ele quer restaurar a nossa alma como foram restaurados Jerusalém, o templo e as muralhas que protegiam a cidade. 
Não perca tempo, comece hoje mesmo e, como Neemias, gritemos juntos: Vamos, reconstruamos, pois somos obra de Deus! 
“...quem vos toca, toca a menina dos meus olhos." (Zc 2, 12). 
Você é a menina dos olhos de Deus!
Deus abençoe.

 

CPlay
Rodrigo Ferreira
Rodrigo Ferreira Seguir

Missionário, cantor, compositor e escritor, fundador da Comunidade Missão Louvor e Glória.

Ler conteúdo completo
Indicados para você