[ editar artigo]

PERDÃO CONJUGAL

PERDÃO CONJUGAL

"O Primeiro a perdoar é o mais forte e o primeiro a esquecer é o mais feliz" (Papa Francisco).

 

A vida a dois deve ser encarada pelos casais como o exercício diário da lição de Jesus Cristo: O AMOR. Quando colocamos dois mundos diferentes em um mesmo ambiente é quase impossível que essas diferenças, que decorrem das heranças culturais, dos aspectos psicológicos de cada um individualmente, não venham a entrar em conflito em algum momento, por isso, devemos compreender coomo devemos agir enquanto casal cristão diante dessas circunstâncias.

Na 1ª Carta aos Corintios, São Paulo vai nos ensinar no capítulo 13, 4-5 que: O amor é paciente, bondoso, não se inveja, não é orgulhoso nem arrogante, não se irrita e não gurada rancor. O casal cristão, deve estar atento a este trecho da mensagem de São Paulo, para conduzir a sua vida conjugal, pois é diante das nossas cruzes diárias, que devemos nos socorrer desses ensinamentos.

Pode não parecer uma tarefa fácil, sobretudo quando o outro nos magoa profundamente, porém não se deve esquecer o compromisso assumido diante de Deus e dos homens: amar na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias de nossas vidas.

neste vídeo abaixo, nós vamos refletir um pouco sobre a dimensão do perdão conjugal, a importância de seu exercício e a extensão do seu efeito na vida dos conjuges.

 

TAGS

Matrimonio

CPlay
Evandro Barbosa
Evandro Barbosa Seguir

Católico, Palestrante, leigo engajado no serviço da Igreja. Atualmente desempenha junto com sua esposa a missão de Casal Ligação Setorial do Encontro de Casais com Cristo na Diocese de Nazaré. Também faz parte da Pastoral Familiar.

Ler conteúdo completo
Indicados para você