[ editar artigo]

Abra a “caixa”

Abra a “caixa”

Abra a “caixa”

 

Chegamos ao segundo semestre de 2020, quantas coisas planejadas no início dele, mas eis que vem um evento histórico, que modifica todas as estruturas mundiais e as nossas. E somos “convidados” a mudar a rotina, mudar os planos, reinventar-nos e, principalmente, a termos contato conosco.

Há muitos excessos que nos roubam de abrir a nossa “caixa íntima”, sim, ter contato com nossa essência, relembrar que fomos, quem somos. Nos ocupamos em cuidar da aparência e veja bem, não é ruim, ter pele, cabelo, unhas e vestes que realcem nossa beleza, são válidos, diga-se de passagem.

Voltando aos acontecimentos marcantes do ano vigente, o convite de ter contato com algo que para muitos soa “desconhecido”, como assim?   Desconhecidos, de nós mesmos, a beleza externa não supre toda experiência humana?

Não, querido (a), somos convidados e é intransferível, abrir a “caixa”, vai exigir uma coragem, perguntas, com nível elevado de comprometimento. Dá um medo enorme, porque nos reconhecer na nossa intimidade mais profunda é uma ação digna dos indivíduos de alma nobre, com um dever elevado assumido e que não vai recuar quando nos deparar com “teias”, com os escusos da alma, e enfrenta-los. Cada um desses tem algo a ser ressignificado em nós.

Dá um trabalho!!!

 Porém, quando nós entramos nesse processo não tem como olhar para trás. Abrir a “caixa” faz -se necessário e não importa a beleza (externa) dela. Ela tem de ser sacudida à Luz de algo bem maior que nossa pequenez. Não fiquemos parados.

Feliz Ano novo (2ª metade de 2020)!

 

Paz e bem 😊

 

CPlay
Giltania S. Nery
Giltania S. Nery Seguir

Educadora/ Comunicação e Expressão/ Recursos Humanos

Ler conteúdo completo
Indicados para você