[ editar artigo]

A assinatura de Jesus

A assinatura de Jesus

Vocês certamente já ouviram a expressão “fugindo como o diabo foge de Cruz”. Acredito que temos que refletir profundamente sobre esta frase porque ela está mostrando por meio de uma atitude, quem está ou não com Cristo.

A história do homem fugindo de Deus não é novidade, mas o diagnóstico mais confiável de quem está fugindo de Cristo é feito exatamente com a cruz.

Para o apóstolo Paulo, a hostilidade à cruz é o que caracteriza o mundano (quem não está com Cristo). Paulo escreve na carta aos Gálatas que a maior característica dos cristãos é o fato de que , por meio da cruz de Jesus, o mundo está crucificado para ele, e ele para o mundo. Somos discípulos somente quando permanecemos sob a sombra da cruz.

O Senhor Jesus disse: “Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim”(Mateus 10.38). Quando Jesus chama alguém, pede-lhe que venha e morra.

Como assim, morrer?

Morrer para o pecado, para si mesmo e para o mundo.

Significa a disposição de tolerar vergonha, sofrimento e talvez martírio por sua causa.

Ser Cristão é ser semelhante a Cristo. E Jesus ordena nada menos que colocar nosso ego e os nossos desejos na cruz.

A cruz não é uma mensagem de sofrimento, mas sobre o Cristo sofredor “que me amou e se entregou por mim”(Gálatas 2.20). A cruz não é apenas um enfeite ou uma obra de arte para ser vendida nas infinitas lojas de artigos religiosos ou de decoração.

A cruz é o poder que está no evangelho.

“Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus”.1 Coríntios 1:18

Quem está procurando um cristianismo “light”, frequentando a igreja querendo somente receber bênçãos, saúde , felicidade , sucesso, prosperidade  e continua sendo a mesma pessoa, sem transformação radical da mente e do coração (metanoia) certamente vai correr da cruz, como o diabo faz. Porque a cruz requer mudança radical.

 Ser discípulo de Cristo não é seguir uma filosofia de vida, seguir regras morais e éticas para ser uma pessoa “certinha”, ou se vestir e se comportar como um grande religioso para ser admirado pela sociedade como uma pessoa do bem.

Ser Cristão é pregar o Cristo Crucificado que é escândalo para os fariseus (representando aqui os religiosos não verdadeiramente convertidos) , e loucura para os filósofos (representando o pensamento racional e lógico)(1 Coríntios 1 .22-25)

Ser verdadeiramente cristão é ser crucificado em Cristo. Morrer para o ego, para a autossuficiência e as ilusões do mundo e nascer para a luz da verdade e da vida. 

Quando fugimos da cruz estamos fugindo não só de Jesus, mas de nós mesmos.

Por isso que a cruz é a peça fundamental do discípulo de Cristo e, portanto, é a assinatura de Jesus.

Você tem esta assinatura em seu coração?
 

Leitura recomendada: Livro “A assinatura de Jesus” de Brennan Manning

CPlay
Rubens Siqueira
Rubens Siqueira Seguir

Médico com pós-graduação em oftalmologia, pós-graduação em filosofia , teologia e neurociência. Apresento palestras e cursos com temas nas áreas de pesquisa científica, revoluçâo do conhecimento e desenvolvimento de espiritualidade.

Ler conteúdo completo
Indicados para você